20.8 C
Itapiranga
sexta-feira, maio 24, 2024
spot_img

Parte 3

Passados três décadas desde a criação dos Clube 4-H nos Estados Unidos da América, chegam ao Brasil os Clubes 4-S com a filosofia e objetivos muito semelhantes aos Clubes Norte-Americanos. Seguindo uma política incentivada pelo governo federal, diretamente à juventude rural brasileira, foi dado o grande passo para a história do início da revolução verde no país, que ora passa então a dar seus primeiros sinais.

No Brasil a extensão rural surgiu no contexto da Guerra Fria em Minas Gerais. O final da 2ª Guerra Mundial e o acirramento do bloco capitalista comandado pelos Estados Unidos e o bloco socialista comandado pela União Soviética fez com que a filantropia científica incluísse na sua pauta a população rural.

Na imaginação da classe política e classe carcomida imaginava-se que a classe agrícola poderia facilmente ser seduzida pela doutrina e ideias comunistas. Diante deste perigo e ameaça era fundamental que a agricultura brasileira superasse seu atraso. Tal modernização era defendida para um imediato aumento da produtividade agrícola e da necessidade em combater a fome presente em parte da nossa população e de outros países. “Pois é! E a fome continua!”

Assim, a nível nacional, surge a partir do modelo americano o 1º Clube 4-S na comunidade de Igrejinha, no Município de Rio Pomba, Minas Gerais, em 15 de julho de 1952. Data oficial da comemoração nacional dos Clubes 4-S.

Sua filosofia a partir dali se expandiu para diversos estados brasileiros. Num primeiro momento para o Estado do Espírito Santo, Paraná, Rio Grande do Sul, quando também chegam a Santa Catarina.

Melhorar as condições socioeconômicas das populações rurais e levar técnicas e práticas modernas aos jovens rurais era um dos principais objetivos dos Clubes 4-S. Tinham como principal lema: SABER, SENTIR, SERVIR e SAÚDE.

No objetivo geral de cada jovem associado estava presente o juramento 4-S, assim definido:

Minha cabeça para saber claramente, meu coração para sentir maior lealdade, minhas mãos para servir mais e melhor e, minha saúde para uma vida mais sã, com o meu 4-S, meu lar, minha comunidade e minha Pátria. Assim o prometo!

Os avanços e resultados positivos da política em extensão rural em alguns estados onde já possuía o trabalho de assistência para agricultores foi motivo para a implantação de tal serviço em diversos estados brasileiros.  

Clube 4s Estrela da Manhã 1959 – São Carlos

Não foi diferente em Santa Catarina onde a extensão rural era definida com uma política de estado para a agricultura. Assim foi oficialmente implantada a ACARESC – Associação de Crédito de Assistência Extensão Rural de SC, no ano de 1956. Os trabalhos de extensão rural foram iniciados e, mesmo que em passos lentos e com muita desconfiança, foram então fundados os primeiros Clubes 4-S no Município de São José em 1957, nas cores verde e branco. A partir dali toda história dos Clubes 4-S em Santa Catarina.

Sócios do Clube 4S Lagoa Formosa Minas Gerais

Artigos relacionados

Fique conectado

5,363FãsCurtir
276SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
- Patrocinador -spot_img

Leia também