29.4 C
Itapiranga
sexta-feira, abril 12, 2024
spot_img

Parte 4

Alguém lembra do nome Comude – Comissão Municipal de Desenvolvimento de Itapiranga? Aos que não lembram ou que não conheceram, através de suas lideranças e do poder público, foi possível contratar profissionais especializados para elaborar um plano de desenvolvimento para Itapiranga lá na década de 60.

A juventude estava inserida neste plano, uma vez que as famílias eram muito numerosas e muitas delas em situações paupérrimas, sem grandes expectativas. Era necessário fazer algo em prol dessa categoria que envolvesse todas as famílias do meio rural, não apenas a juventude.

Foi assim que aconteceu, pois em 1964 as autoridades municipais conseguiram sensibilizar o governo estadual e foi instalado oficialmente o escritório da ACARESC. Chegam os primeiros extensionistas e encontram grandes dificuldades de comunicação, em especial no entender e compreender o alemão, tarefa nada fácil, assim como a língua portuguesa por parte das próprias famílias.

Fica então a ACARESC responsável em promover a assistência, modernização e desenvolvimento da agricultura junto com as famílias do meio rural. Por sua ironia os primeiros extensionistas já tinham saído de Itapiranga. Chega então o extensionista rural Francisco Marcos Pereira Lucas, popularmente conhecido como Lucas, formado em agropecuária e que inicia suas atividades profissionais no escritório da ACARESC.

Mesmo com grandes dificuldades de comunicação, mas com persistência, conseguiu levar para o meio rural novas técnicas de produção fixando-se e trabalhando durante toda sua vida profissional dedicado a extensão, assistência e ajuda às famílias rurais aqui de Itapiranga.

Paralelamente, ao iniciar o trabalho de extensão, vendo que as famílias eram numerosas, começou um trabalho identificado como clubes agrícolas, para crianças na faixa escolar e jovens rurais. No estado em plenas atividades os Clubes 4-S na região litorânea, Itapiranga não ficou para trás. Então em 1971 é fundado o primeiro Clube 4-S “Unidos Venceremos” na comunidade de Santa Fé.

Os Clubes 4-S através da organização juvenil e agrícola foram aumentando. Fato este importante para a chegada em Itapiranga de profissionais específicos para trabalharem diretamente com jovens rurais, denominadas de Equipes 4-S, sendo um técnico agrícola e uma extensionista social.

Registro da implantação da Acaresc em 1964

Tudo isso somente foi possível pela visão futurista das lideranças locais da época que nunca negaram buscar recursos humanos para atuarem em Itapiranga e, também não foram omissas em apoiar os profissionais da ACARESC e os Clubes 4-S.

João Averbek- Francisco Lucas

É impossível não mencionar este apoio, pois senti na minha vinda para iniciar as atividades profissionais na ACARES, formando a equipe 4-S com minha colega Lucília Heck (in memoriam) de quanto era importante esse apoio. Preciso com muita justiça dizer que já no primeiro dia aqui em Itapiranga, em 23 de maio de 1980, uma quinta-feira, dia chuvoso e frio, fui recebido de braços abertos pelo então prefeito, Sr. Otmar Schneiders, Euclides Faé e Lucília extensionistas 4-S, também por João Averbech , então representante sindical e comercial, Guido Follmann (in memoriam), na oportunidade presidente do comitê 4-S e Francisco Lucas, extensionista local, sem mencionar ainda tantas outras lideranças que nas futuras edições estarei mencionando.

Por: José Heckler

Artigos relacionados

Fique conectado

5,337FãsCurtir
247SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
- Patrocinador -spot_img

Leia também