sábado, outubro 8, 2022
No menu items!

Casa Familiar Rural realiza Dia de Campo

Leia também

Dia 29 de junho, a Casa Familiar Rural Esperança, de Iporã do Oeste colocou o pé na estrada para visitar propriedades em Itapiranga e ampliar conhecimentos in loco

Controle da erosão do solo e da água

A Casa Familiar Rural Esperança sempre primou e prima pela relação de teoria e prática dentro do Curso Técnico em Agricultura, por isso tem como objetivo proporcionar aos educandos momentos e espaços diferenciados dentro de temáticas diversas, tanto na área vegetal, animal e demais áreas ligadas ao meio rural.

Para tanto, com intuito da realização na prática e propiciar aos educandos a visualização in loco, a construção de terraços, realizou-se uma visita a campo na propriedade de Ari Eyng e família, na comunidade de Santa Fé Alta – Itapiranga SC, no dia 29 de junho, sob organização e orientação do professor José Francisco Strieder, responsável pela disciplina de Solos e Agricultura, na CFR Esperança.

Conforme definição e conceitualização técnica o termo/ e a prática agrícola terraceamento: refere-se a técnicas agrícolas destinadas a controlar os efeitos da erosão agrícola causada pelo fluxo de água inclinada. A erosão hídrica é um dos processos mais relevantes na agricultura no que diz respeito à degradação do solo, o que torna a adoção de medidas adequadas para o controle da erosão hídrica um dos grandes desafios para a sustentabilidade da produção agrícola no Brasil. Os três principais objetivos são; evitar erosões, reter a água, manter sempre sua terra fértil e produtiva.

Primeiramente, realizou-se a demarcação da curva de nível com a utilização de um pé de galinha, que tem como definição: é um antigo instrumento da topografia utilizado na demarcação de curvas de nível, cálculo da diferença de nível entre dois pontos e cálculo de declividade de terrenos, segundo site da Fecitac de Concórdia. Composto por duas barras de madeiras pregadas em suas respectivas pontas em diagonais (formando um triângulo), acompanhando também com uma barra ao meio dela um nível.

Realizada a demarcação do terreno, o proprietário, com utilização de um trator e arado de três discos confeccionou o terraço, na lavoura, seguindo as linhas demarcadas, no sentido que deverá correr as águas nos períodos de chuva, contribuindo assim com o controle da erosão dentro da lavoura, na propriedade da Família Eyng.

Sempre que as Famílias, que são as maiores parceiras na Formação dos educandos, oportunizam tempo e espaços em suas propriedades e em seus lares, para a CFR Esperança estes momentos carregam significados importantíssimos e reafirmam que a escola está no caminho certo. CFR Esperança caminhando sempre em busca de excelência e educação de qualidade.

Por: José Francisco Strieder – Professor Área Técnica

Revisão e complementação: Juliane Andréa Soares Kirch

– Professora Área das Linguagens

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Últimas postagens

Tunápolis prepara 3° Seminário Regional de Experiências em Atendimentos na Saúde Mental

Em comemoração ao Dia Mundial da Saúde Mental, comemorado no dia 10 de outubro, a Unidade de Saúde Mental...
- Advertisement -spot_img

Mais artigos relacionados

- Advertisement -spot_img