29.4 C
Itapiranga
sexta-feira, abril 12, 2024
spot_img

Até o fim do ano Hospital Regional pretende minimizar fila de espera por cirurgias eletivas

Na tarde desta quinta-feira (17) o secretário Adjunto de Estado da Saúde, Alexandre Lencina Fagundes, esteve no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso –Instituto Santé. Alexandre ouviu as dificuldades dos Hospitais que são administrados pelo Instituto Santé, para ajustar alguns pontos e estratégias no fluxo de atendimento no que diz respeito a Política Hospitalar Catarinense de Cirurgias Eletivas.  “A Secretaria de Estado de Saúde continua articulando, com a rede hospitalar prestadora de serviços, a campanha de cirurgias eletivas, juntamente também com os municípios, no intuito de que essa ação se potencialize e a gente consiga ofertar procedimentos eletivos em diferentes especialidades para a população, não só de média, mas também de alta complexidade”, explica o secretário Adjunto.

O Hospital Regional é referência no Extremo Oeste, atende pacientes de mais de 30 municípios da região.

“O Instituto Santé se propõe em realizar 100 cirurgias eletivas por mês. A nossa meta é, até o final do ano, tentar minimizar a fila de espera de cirurgias eletivas do Hospital Regional”, reforça o diretor do HRTGB, Rodrigo Lopes.

Os atendimentos precisaram ficar parados por causa da pandemia. A estratégia do Hospital Regional é intensificar o número de procedimentos.

“As cirurgias voltaram a ser feitas no começo do ano, mas de forma mais intensa neste mês de março. E devemos seguir assim até dezembro”, afirma Rodrigo. Hoje, mais de 1.500 pessoas estão na fila do HRTGB aguardando uma cirurgia. São diferentes especialidades de pequeno, médio e grande porte. “Então, nós precisamos que todos entendam seu papel nesse processo, que os Hospitais disponibilizem as agendas que já estão pactuadas para os procedimentos cirúrgicos, assim como a regulação encaminhe os pacientes o mais breve possível. Dessa forma a gente estará atendendo um anseio da sociedade catarinense e atendendo todas as pessoas que aguardam nas filas dos procedimentos eletivos”, finaliza Alexandre

Artigos relacionados

Fique conectado

5,337FãsCurtir
247SeguidoresSeguir
0SeguidoresSeguir
- Patrocinador -spot_img

Leia também