O município de Itapiranga lançou no dia, 23 de setembro, a primeira exposição de fotografias, intitulada, “Itapiranga para se apaixonar”. A exposição aconteceu no Museu Comunitário Almiro Theobaldo Muller

Fotógrafos profissionais, e dois representantes dos jornais de Itapiranga avaliaram as imagens do concurso, dividido em três categorias: Naturalmente Bela; Genuinamente Alemã; e Fé, Trabalho e História. Três fotos por categoria foram premiadas.

Segundo Fernanda Stahl, diretora de cultura e turismo, o objetivo do concurso foi para proporcionar aos munícipes amantes da fotografia a oportunidade de registrar as diversidades de atrativos de Itapiranga como paisagens, arquitetura, costumes, trabalhos, religiosidade, monumentos, gastronomia, artes, atividades culturais e desportivas e outras vertentes que possam, sob análise mais aprofundada, ser considerado o município de Itapiranga. Também para despertar o interesse das pessoas conhecerem ainda mais o município

 “Esse é o primeiro e queremos para o próximo ano fazermos novamente um concurso deste estilo”, enfatiza a diretora

CATEGORA: NATURALMENTE BELA

1° Lugar: Heins Schönhals

Nome da fotografia: A visão da volta do Uruguai

Local da fotografia: Observatório Uruguai

Representa: A altura que o observatório está e nos permite de ver toda a volta do Rio Uruguai, quase 12 km de rio.

2° Lugar: Patrícia Rohden Ludwig

Nome da fotografia: Trilha Becker Bach

Local da fotografia: Linha Presidente Becker

Representa: O início da trilha em meio a mais pura natureza.

3° Lugar: Miria Stulp Royer

Nome da fotografia: Vida

Local da fotografia: Linha Conceição

Representa: O amanhecer do sol sobre o lago.

CATEGORA: GENUINAMENTE ALEMÃ

1° Lugar: Inácio Oswald

Nome da fotografia: Herzlich Willkommen

Local da fotografia: Recepção

Representa: Centro Histórico Germânico Itapiranga

2º Lugar: Marciele Stoffel

Nome da fotografia: Gastronomia Afetiva

Local da fotografia: Stoffel Turismo Rural, Linha Santa Isabel, interior de Itapiranga-SC

Representa: Delícias preparadas artesanalmente e passada de geração em geração.

3° Lugar: Elaine Maria Ames Giehl

Nome da fotografia: O cavalo e sua relação com o homem

Local da fotografia: Sítio Vivenda Verde

Representa: Quando o ser humano entra em contato com o cavalo, há conexão entre a percepção humana e o espaço ao redor, respiração e processo cardíaco. Não há quem interaja com um cavalo quando esta triste e continue neste estado. A mudança de humor para um estado de paz e alegria é inevitável.

CATEGORA: FÉ, TRABALHO E HISTÓRIA

1º Lugar: Luís Augusto Tochetto Zandonai

Nome da fotografia: Raios sob a Paróquia São Pedro Canísio

Local da fotografia: Sacada do Kliemann

Representa: A mistura de fotografia de construções modernas com a de eventos naturais. Uma “chuva de raios” neste caso.

2° Lugar: Dirce Terezinha Drebel Sehnem

Nome da fotografia: Hospital Sagrada Família

Local da fotografia: Centro de Itapiranga

Representa: Um prédio histórico e lindo!!!!

3º Lugar: Roberto Eidt Basto

Nome da fotografia: Em uma noite de lua cheia

Local da fotografia: Linha Ipê Popi Representa: Essa é a Igreja São Rafael da Comunidade de Ipê Popi, um dos principais símbolos da colonização de Itapiranga. Foi construída pela comunidade com estrutura em autêntico enxaimel e inaugurada em 18 de dezembro de 1952. A Igreja São Rafael é uma das maiores igrejas com duas torres, construída totalmente em madeira, da América Latina.