Foto: Cristiano Andujar/PMF/Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) apurou o número de idosos aptos a receberem a dose de reforço (ou terceira dose) da vacina contra a Covid-19 em Santa Catarina. São 11.412 que se enquadram nos critérios estabelecidos atualmente: terem recebido as duas doses ou dose única há mais de seis meses e idade acima de 70 anos. O dado é do início de setembro. 

A dose de reforço também contempla o público de imunossuprimidos, que são aqueles pacientes em tratamento de câncer, recém-operados e outros casos de pessoas com baixa imunidade. Não foi divulgado o quantitativo previsto para este grupo.

Segundo o Vacinômetro estadual, 432.022 idosos acima de 70 anos receberam as duas doses de vacina em Santa Catarina. O quantitativo de aptos representa cerca de 2,6% do total – são aqueles que completaram o esquema vacinal ainda em fevereiro de 2021. Com o tempo, mais idosos serão contemplados. 

Por decisão dos gestores estaduais e municipais de saúde, a aplicação de terceira dose tem autorização desde 1º de setembro, mas os municípios ainda aguardam novas remessas de vacina do Ministério da Saúde. 

Por enquanto, algumas prefeituras avançam na vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Para este público, estimado em 550 mil pessoas, a única vacina autorizada é a da Pfizer. Já para os idosos e imunossuprimidos a orientação é de preferência pela Pfizer, mas pode ser AstraZeneca ou Janssen. 

Nesta segunda-feira (6), Santa Catarina recebe 69.030 doses da Pfizer, com previsão de chegada para o Aeroporto de Florianópolis às 19h10. Todo o quantitativo é destinado à segunda aplicação (D2).

Na quarta-feira (8), deve chegar um novo lote de Pfizer, com 59.670 doses destinadas à D2 e 33.930 para D1. A previsão é de que as cargas desembarquem em Santa Catarina às 8h25.