Com base na reunião realizada no dia 10 de março com o Comitê Gestor de Crise e autoridades de diversos setores, e por recomendação do Ministério Público da Comarca de Mondaí, as aulas presenciais da Rede Municipal de Ensino serão retomadas nesta segunda-feira, 15 de março.

Conforme a secretária de Educação, Neusa Beilke, a situação do agravamento e aumento dos casos de Covid e a falta de vagas em leitos de UTIs são preocupantes, mas seguindo o que recomenda o Ministério Público, as escolas municipais estão preparadas para retomar as aulas presenciais. Todos os educandários elaboraram ainda no ano passado um Plano de Contingência, o qual foi atualizado em 2021, que define normas para retomada segura das aulas. Este documento prevê por exemplo, a disponibilidade de álcool em gel nas escolas, orientações sobre os cuidados preventivos, o distanciamento entre carteiras e demais móveis dos educandários para evitar aglomerações, o atendimento de somente 50% dos alunos nas escolas e de 70% do transporte escolar.

A secretária cita que são 1.448 alunos das Redes Municipal e Estadual de Ensino e filantrópica cujos pais solicitaram a retomada das aulas presenciais. Já 380 pais optaram pelo ensino remoto aos alunos.  Na APAE Caminho de Luz e na Escola de Educação Básica de linha São Lourenço a maioria dos pais optou pela atividade remota. Já nas demais escolas, CIEF, CIER de linha Esperança, Pré Escolar Os Peixinhos, EMEI Criança Feliz, Casa Familiar Rural e Escola Estadual Padre Vendelino Seidel a maioria dos pais optou pelo retorno das aulas presenciais. Já os profissionais das escolas demonstram preocupação com o retorno dos alunos as escolas.

Ensino remoto e aulas presenciais

Neusa Beilke explica que as atividades escolares serão disponibilizadas em regime de alternância. Uma semana o grupo A de alunos frequenta a escola e o grupo B desenvolve atividades remotas em casa. E na semana seguinte ocorre o contrário. Há também um grupo de alunos cujos pais optaram pelo ensino 100% remoto, os quais, irão receber os conteúdos pela plataforma Educar Web e atividades impressas que devem ser retiradas há cada 15 dias, a combinar, nas escolas.

A secretária de Educação lembra que desde o começo do ano os pais foram convocados para assinar um Termo de Responsabilidade na escola, optando pelo ensino remoto ou pelo ensino presencial. Inicialmente este Termo deveria ser renovado a cada 15 dias, mas com a alteração da Portaria 983/20, os pais só precisam comparecer a escola para mudar o Termo caso decidam alterar a decisão sobre a adesão de ensino, remoto ou presencial, que havia sido feita. A mudança do Termo de Responsabilidade deve ocorrer 7 dias antes de efetivar a ação.

Transporte Escolar

Os trajetos do transporte escolar, tanto pelos ônibus do município como pelos veículos terceirizados, serão realizados da mesma forma como já vinha ocorrendo. A secretária de Educação chama atenção para as exigências na lei, de que o transporte escolar deve respeitar 70% da capacidade de lotação dos veículos. Dessa forma, Neusa Beilke orienta os pais que tem a possibilidade, que levem os filhos a escola por meios próprios, para evitar ao máximo a proliferação do vírus.

A secretária reforça que os estudantes respeitem as regras sanitárias, como manter o distanciamento, usar máscara o tempo todo, usar álcool em gel para higienizar as mãos, evitar aglomerações tanto na escola como em outros espaços, cuidados que devem ser mantidos também no caminho para casa.

Novas contratações

Com a retomada das aulas presenciais, a Secretaria de Educação tem prevista a contratação de mais auxiliares de creche, de agentes de serviços gerais e estagiários, funções que estão vagas desde o começo do ano, mas que não ocorreu a contratação devido a definição de atendimento remoto aos alunos.

Merenda escolar

Os estudantes que optaram pelo retorno as escolas, terão assegurada a merenda escolar já a partir desta segunda-feira, 15 de março. As merendeiras e profissionais das escolas irão organizar a forma de entrega dos lanches para evitar aglomerações nos intervalos. Já os alunos que serão atendidos pelo ensino remoto, irão receber kits de merenda escolar a cada trimestre. O Conselho da Alimentação Escolar, CAE, esteve reunido na manhã desta sexta-feira e está analisando como irá funcionar esta distribuição dos kits.