Na manhã de desta sexta-feira, 26, o prefeito Adélio Marx, em conjunto com a Secretária de Educação, Neusa Beilke, convocou os diretores das escolas municipais, estaduais e filantrópicas, os representantes da Polícia Militar, Bombeiros, Comitê de Crise, assessoria jurídica, assessoria de imprensa, vereadores, Secretários de Administração e do Planejamento, Associação Comercial e Industrial para uma reunião extraordinária para tratar sobre o retorno as aulas presenciais previsto no Decreto Municipal n°30/2021.

Ficou definido por unanimidade na reunião desta sexta-feira que as escolas não retornarão as atividades presenciais na segunda-feira, dia 1º de março, permanecendo em atividades remotas como vem ocorrendo desde o dia 18 de fevereiro.

A decisão leva em conta o agravamento da situação em relação a Covid-19, com o aumento expressivo de novos casos, a falta de vagas nos hospitais e leitos de UTIs, e considerando que o retorno as atividades presenciais nas escolas, apesar dos cuidados e protocolos sanitários, representa uma maior circulação de pessoas e aumenta a possibilidade de propagação de novos casos. Apesar das crianças serem menos propensas a doença, elas convivem com adultos e idosos que são mais vulneráveis.

Durante a reunião as direções das escolas também destacaram a preocupação que muitos pais e familiares têm manifestado em relação ao retorno presencial, inclusive alterando sua decisão quanto ao Termo de Responsabilidade.

A Administração de Iporã do Oeste fará um novo Decreto Municipal que estabelecerá normas restritivas mais rígidas a serem adotadas e respeitadas por toda a sociedade, e a provável data do retorno presencial às escolas considerando a situação da evolução do quadro de saúde.