Vendo a manchete desta reportagem, a geração mais nova poderá perguntar:

Será mesmo verdade que em Itapiranga há cinquenta anos já existia um curso de contabilidade? Claro que sim, podes crer, pois em 12/12/1970 festejava a sua formatura a primeira turma de Técnicos em Contabilidade do Colégio Comercial Sagrada Família.

Recordemos os fatos:

Em 1965 chegaram a Itapiranga os Irmãos da Sagrada Família, para se dedicar à educação, e nos primeiros anos lecionaram para meninos da 5ª a 8ª série, em sala alugada no prédio da revendedora Brahma, de Arlindo Vier.

   Com o intuito de proporcionar um curso técnico aos alunos pós-ginásio, houve uma mobilização para a instalação de um curso de Técnico em Contabilidade. Além dos Irmãos e autoridades, se empenharam sobremaneira os contabilistas Silvestre Berwanger, Gilberto Henckes e Egidio Weis, com a valiosa cooperação da Irmã Elise Sehnem, para concretizar este sonho; os esforços foram coroados de pleno êxito pois em 1967 foi aprovado o funcionamento do curso de Contabilidade pelo Ministério da Educação.

   No ano de 1968, com a presença de vinte alunos, iniciou-se a trajetória do curso de Contabilidade, e na aula inaugural, além da direção do colégio, dos professores, também esteve presente o prefeito Ludgero Wiggers.

   Em virtude de algumas transferências para outros cursos, a turma inicial chegou ao término dos seus estudos em fins de 1970 com quatorze alunos, sendo treze rapazes e uma senhorita.

   O diretor do Colégio Comercial Sagrada Família era o estimado Irmão Júlio Walter Folladosa Erguiz e a nominata dos professores da época era a seguinte: Hilário Bruxel, Silvio Winkelmann,  Luis Frantz,  Gilberto Henckes, Egidio Weis,  Lourenço Reis,  Augustinho Michels, Irmão Júlio, Irmão João e Irmão Santiago.

    Para tirar a medida dos ternos (fatiotas) da formatura, foram solicitados os serviços do alfaiate Celso Lerner, proprietário da Loja Renner, e os mesmos foram confeccionados pela Industria do Vestuário A. J. Renner de Porto Alegre.

   A solene colação de grau aconteceu em 12/12/1970 na Associação Kolping, sendo o paraninfo da turma, o deputado estadual Genir Destri, de Chapecó, o orador da turma o aluno Nestor Ruschel, e após esta solenidade foi degustado um opíparo jantar nas dependências do colégio dos Irmãos.

   Para coroar as festividades, foi realizado o baile de formatura na Sociedade Sete de Setembro para os convidados, porem também aberto ao público em geral.   Este baile gerou muitos comentários, pois na história de Itapiranga este foi o primeiro a se realizar no tempo de advento do natal.

   Os quatorze contabilistas pioneiros ainda estão todos vivos, no entanto jamais se reencontraram para festejar algum aniversário de formatura; porém a data significativa de um cinquentenário não poderia passar em branco, e com certeza este reencontro deveria acontecer, no entanto quis o destino que a pandemia frustrasse este sonho, adiando-o para uma outra oportunidade.

   Embasados pelos ensinamentos familiares e dos mestres, nossos quatorze jubilandos cinquentenários com certeza viveram e realizaram muitas e belas obras de maneira ética, cristã e humanitária, fundamentados no lema que escolheram para a sua formatura:   JUSTIÇA POR BASE –  HONESTIDADE POR OBJETIVO.

Divulgação