Foto: Fábio Queiroz/Agência AL

O secretário de Estado de Saúde, André Motta Ribeiro, disse em audiência pública na Assembleia Legislativa de SC (Alesc) nesta quarta-feira (2) que o governo vai recolher de hospitais equipamentos de combate à Covid relativos a leitos que não foram habilitados pelo Ministério da Saúde. 

Os materiais são relativos aos cerca de 120 leitos de UTI que estão parados por falta de medicamentos e de profissionais de saúde. Outra razão para frear a abertura de leitos é a própria sinalização de que a doença arrefeceu no Estado. 

“Eu quero avisar aos hospitais e aos senhores que provavelmente esses leitos não serão mais ativados. Já estamos no mês de setembro e o próprio Ministério de Saúde sinaliza que quando não há ativação de leitos nem comprovação de ocupação ou série histórica a esses leitos passam a não fazer sentido dentro da rede de enfrentamento Covid “, disse Ribeiro. 

“Apesar de todo nosso esforço para trazer equipamentos e equipes, alguns hospitais que já receberam equipamentos terão os materiais recolhidos pelo Estado e não mais ficarão à disposição da rede Covid”, complementou.  

O Estado praticamento dobrou o número de leitos em meio à pandemia. Antes da doença eram cerca de 800 leitos SUS disponíveis, e agora são 1,5 mil. Atualmente, 487 leitos estão disponíveis em uma taxa de ocupação de 67,8%.