Após quase 3 meses de paralização, na última quinta-feira, dia 3, as categorias de base do clube voltaram a treinar. Sob rigorosos protocolos, os treinos acontecem duas vezes por semana. O clube buscou aparato legal juntamente a Federação Catarinense de Futebol e também com o município, após a liberação do governo do Estado para treinamentos do futebol profissional e amador.

O protocolo conta com: uso de máscara na ida e vinda dos jovens, medição da temperatura na entrada e saída, cada atleta precisa trazer sua própria garrafinha de água, uso do álcool em gel na entrada, durante e saída das atividades. Além disso, os pais dos atletas assinaram um termo de responsabilidade isentando o clube de qualquer contágio de Covid-19. Também só podem treinar atletas maiores de 12 anos. Outro ponto importante é que não é permitido aglomeração de pais, familiares ou torcedores nas dependências do Estádio da Montanha.

A volta das atividades é de suma importância para as finanças do clube e também para a saúde e bem-estar. Atividades físicas são a base da vida das pessoas, principalmente dos jovens. De acordo com o presidente do clube, Valentim Lauschner, o clube seguirá todas as exigências conforme o decreto do governador e está amparado legalmente pela vigilância sanitária do município.

Presidente Valentim Lauschner

“Para o clube, a volta dos treinos representa uma retomada gradativa das atividades. Esperamos que o quanto antes tudo volte ao normal. As competições estão descartadas por um bom tempo. Os treinos serão retomados gradativamente, neste primeiro momento das categorias de base e em segundo o adulto”, destaca.

Os professores Beto Borges e Rhuan Borges destacam a importância desta volta aos treinos das categorias de base. “Os treinamentos serão feitos seguindo todas as normas estabelecidas. Desde o uso da máscara, utilização do álcool em gel, distanciamento e treinamentos individuais. A retomada das atividades representa um grande desafio. Novas metodologias de treinos serão adotadas. Além disso, é uma enorme responsabilidade para o clube, professores e pais. Os treinos serão oferecidos duas vezes por semana e cada treino terá duração de uma hora, respeitando as normas de saúde”, destacam.