Originário do grego antigo, o vocábulo Vereador vem da palavra “verea”, que significa vereda, caminho. O Vereador, portanto, seria o que vereia, trilha e orienta os caminhos. Existe no idioma brasileiro o verbo verear, que é o ato de exercer o cargo e as funções de Vereador. Resumindo, o Vereador é a ligação entre o governo e o povo.

Como integrante do Poder Legislativo Municipal, o Vereador tem como função primordial representar os interesses da população, vez que ele é um agente político eleito para sua função pelo voto direto e secreto dos cidadãos. Assim, o Vereador deve conhecer os anseios e as necessidades da sua população.

Enquanto representante do povo, a atividade mais importante do Vereador é legislar, tendo ele poderes para criar, extinguir e emendar leis, da maneira que julgar mais adequada ao interesse público. Contudo, não são todas as leis que podem ser criadas ou modificados pelo Vereador. Em verdade, como o mandato de Vereador é restrito à esfera dos Municípios, ele somente poderá legislar em assuntos de interesse local.

Além do papel de legislar, o Vereador também possui a importante função de fiscalizar o Poder Executivo Municipal, ou seja, os atos e ações do Prefeito, seus secretários e servidores. Nesta função, o Vereador precisa estar atento e presente, a fim de observar se o Prefeito está cumprindo com seus deveres e observando as legislações necessárias.

Percebe-se que o ato de fiscalizar torna mais equilibradas as ações do Poder Executivo. Esse ato é essencial para que o poder do Prefeito não se torne tão grande que o deixe acima da lei, como um monarca ou um ditador.

É por isso que a lei prevê, expressamente, alguns deveres importantes dos Vereadores em relação à Prefeitura, como, por exemplo, fiscalizar as contas do Prefeito e fiscalizar e controlar diretamente os atos do Poder Executivo.

Além das funções de legislar e de fiscalizar, os vereadores também desempenham a função julgadora, vez que são responsáveis por julgar o Prefeito, julgar os demais Vereadores e julgar as contas do Executivo.

 Para finalizar, importante registrar que os Vereadores, como legítimos representantes da sociedade, reúnem-se na Câmara Municipal, que é a sede do Poder Legislativo a nível local. Desse modo, necessário lembrar que a Constituição Federal garante a independência do Poder Legislativo Municipal, isso significa que nenhuma autoridade, órgão ou poder pode interferir nos trabalhos da Câmara de Vereadores.