Itapiranga/SC – A itapiranguense Camila Flach, de 14 anos, aluna do 8º ano da EEB Humberto Machado, de Linha Ipê Popi, conquistou a medalha de prata no lançamento de disco, nos Jogos Escolares da Juventude (JEJ)- Etapa Nacional, na categoria de 12 a 14 anos, nesta segunda-feira, 25. No domingo, 24, Camila esteve no alto do pódio ao se sagrar campeã nacional no arremesso de peso.

O caminho do Ouro

Segundo o treinador Cleison Ariel Back, a atleta Camila Flach, em 2019, foi campeã municipal de atletismo na prova dos 75 metros rasos e no arremesso de peso, que foi sua 2ª opção. Nos jogos microrregionais, realizados em Itapiranga, Camila repetiu a façanha, sendo Ouro nas duas provas. Já nos jogos estaduais, realizados em Curitibanos, no mês de agosto, Camila amargou o 8º lugar na corrida de 75 metros, mas no arremesso de peso novamente garantiu o Ouro, com a marca de 9,26 metros, classificando-se para a etapa nacional.

“Foram 3 meses de muitos treinos para elevar a marca”, disse o treinador Cleison. Como a atleta não se classificou na prova dos 75 metros rasos, Camila escolheu como 2ª opção o lançamento de disco. A atleta também passou a frequentar a academia para melhorar, ainda mais, o condicionamento físico. Back confirma que Camila é muito dedicada aos treinos e aí vem também a importância da escolinha de atletismo mantida pelo Departamento de Esportes.

Do susto ao Ouro

No último final de semana no Jogos Escolares da Juventude – Etapa Nacional, em Blumenau, sendo que o Atletismo aconteceu na Pista de Atletismo do Complexo Esportivo de Timbó, segundo o treinador Cleison Back, sábado, 23, Camila fez um bom aquecimento, mostrando seu cartão de visita com marcas ao redor de 11 metros no arremesso de peso, sendo que a marca de qualificação estabelecida para disputar as finais foi 9,70 metros. Aí veio o susto, quando foi para valer Camila fez X (queimou) o 1º arremesso, no 2º obteve a marca de 9,46 metros e no 3º arremesso novamente fez X. Cleison acredita que bateu a ansiedade e nervosismo na atleta. “Ela estava com as mãos frias”, disse. A esta altura ela estaria eliminada, porém, acontece que o número de atletas que baterem a marca de 9,70 metros foi inferior a 12 e uma do Rio Grande Sul ainda foi desqualificada por critério da comissão e só assim Camila obteve a 12ª vaga para a final.

Domingo, 24, na disputa por medalha Camila começou arrasando:

1º arremesso: 11,51 metros;

2º arremesso: 10,71 metros;

3º arremesso: 11,61 metros (que garantiu o 1º lugar, entre as 12 classificadas, sobrando 8 atletas)

4º arremesso: 11,65 metros (mesmo assim caindo para o 2º lugar)

5º arremesso: 11,09 metros (caindo para o 3º lugar)

6º e último arremesso: 12,16 metros (reconquistando o Ouro definitivo). Lembrando que a esfera pesa 3 Kg.

Prata mesmo sentindo dores

Ainda no domingo, aconteceu a qualificação do lançamento do disco, sendo que a marca estabelecida foi de 27 metros. Camila já no 1º arremesso garantiu vaga para a disputa por medalha com a marca de 35,48 metros.

Nos 6 arremessos para garantir medalha, Camila já garantiu a medalha de Prata no primeiro arremesso e sentindo dores no ombro não conseguiu melhorar a marca para a conquista do Ouro. Veja as marcas:

1º arremesso: 38,21 metros (que já garantiu a medalha de prata);

2º e 3º arremesso: X;

4º arremesso: 37,47 metros

5º arremesso: 35,17 metros e 6º X.

A campeã foi uma atleta de São Paulo com a marca de 39,04 metros. Lembrando que o disco pesa 750 gramas.

Camila passa a receber Bolsa Atleta de R$ 1 mil. Com as conquistas, em Blumenau, a nível nacional, conforme o Diretor de Esportes e Secretário da Administração, Diva, a Camila Flach, passa se juntar ao grupo seleto de atletas que recebem Bolsa Atleta de R$ 1mil por mês, do Município. Já recebem a bolsa, a atleta Tainara Mees e piloto de Motocross, Rafael Becker. Camila, em 2020, passa a integrar a categoria 15 a 17 anos.