A moção foi apresentada no Legislativo pelo vereador Donato Lauschner. Nela Lauschner fala da imensa dificuldade de manter os estoques de sangue em dia nas unidades do HEMOSC de SC, algumas vezes chegando a faltar, o que afeta o atendimento em hospitais e clínicas.

O vereador também destaca a distância da localização da unidade do HEMOSC de Chapecó com os municípios do Extremo Oeste, pertencentes a microrregião de São Miguel do Oeste, o que dificulta tanto a doação de sangue pelos morados, quanto a distribuição e o atendimento a emergências, e ainda o elevado custo aos municípios com o deslocamento e alimentação dos doadores. Baseado nisto, o vereador considera que uma unidade do HEMOSC mais centralizada e próxima desses municípios aumentaria em muito, o número de doadores, e ainda o número de doações por doador, afinal, muitas pessoas deixam de efetuar a doação devido a distância a ser percorrida, ao tempo que isso acarreta.

Lauschner sugere a instalação de uma unidade do HEMOSC no Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste, um local que segundo o vereador, está em uma logística ideal para atender a demanda dos municípios da região.

A moção foi encaminhada ao Secretário de Saúde do Estado de Santa Catarina, Henton de Souza Zeferino; ao Governador e a Bancada de Deputados Estaduais do Oeste.