Família Orth inova com cultivo de girassol na região

No dia 05 de setembro desse ano, na localidade de Linha Macuco, na propriedade do casal José e Helmi Orth, iniciou-se uma inovação na lavoura, com o início do plantio de 3 hectares de girassol, que posteriormente serão transformados em silagem e geração de energia através de biogás.

0
477

O filho do casal Odair Orth, que também é empresário, diz que a ideia de inovar na propriedade partiu dele, pois, como trabalha no ramo de geração de energia com biogás e conhece diversos projetos em vários lugares pelo mundo, especificamente na Alemanha, onde a tecnologia está muito avançada, resolveu inovar por aqui.

Essa variedade de girassol cultivada na propriedade Orth é oriunda do Uruguai, e vem numa embalagem de 12 kg, com aproximadamente 160.000 sementes.

No Brasil não tem uma variedade específica para produção de silagem, uma vez que toda produção é destinada para extração de óleo, biodiesel, etc. Essa semente é uma variedade melhorada, a fim de render mais massa, em torno de 70 toneladas/hectare, mas já está previsto para o ano que vem uma variedade vindo da Argentina e, por ser de mais tecnologia, tem possibilidade de render até 90 toneladas/hectare.

Em termos de rendimento, o girassol rende em torno de 100 m³ de biogás/tonelada de silagem, ou seja, equivalente a 150 kwh.

Odair destaca que seus pais trabalharam a vida toda com vacas leiteiras e achou digno facilitar o serviço deles, e, trocando algumas ideias com eles, chegaram a um acordo, e, como sempre, o apoiaram e cederam 3 hectares para fazer a plantação.

A propriedade disponibiliza visitas de todo o país e turmas de colégios e universidades regionais para conhecimentos. “Estamos sempre abertos para receber visitantes interessados, mediante agendamento” finaliza o jovem empreendedor.

Contatos podem ser feitos pelo (49)3636 3105.

Matéria completa na edição impressa

José e Helmi com o filho Odair e nora Marcieli